Acompanhamos em 2016 o crescimento de fintechs que querem trazer a inovação financeira para o mercado de Pequenas e Médias Empresas (PMEs). Agora, começamos 2017 com o furor causado pela notícia de que a Asaas, fintech de gestão de assinaturas e cobranças para PMEs, recebeu um novo aporte de R$ 2,5 milhões (confira aqui). De acordo com as tendências mapeadas pelo Conexão Fintech (confira), devemos esperar mais movimentações no meio das fintechs com foco em PMEs. Elas devem trazer boas novidades para este ano, explorando cada vez mais esse mercado.

Não é só o consumidor final que pode contar com serviços ágeis, transparentes e de qualidade. As PMEs também estão começando a confiar nas fintechs para receber melhores serviços em setores como o de pagamentos, para, por exemplo, ajudar a reduzir a inadimplência dos clientes, ou como o de crédito, para receber empréstimos de maneira mais prática e econômica.

Confira algumas fintechs brasileiras com foco em PMEs:

Asaas
O Asaas facilita o envio de cobranças por e-mail e SMS, seja por boleto bancário, depósito, transferência ou cartão de credito.

EasyCrédito
A EasyCrédito é uma startup que antecipa a análise de crédito para os consumidores evitando que passem por burocracia ou constrangimento ao terem seu crédito reprovado presencialmente.


Tá Pago
A TÁ PAGO é uma Fintech de Mobile Payment & Wallet, focada na gestão de benefícios trabalhistas (Alimentação e Refeição). É um meio alternativo aos cartões plástico.

F(x)
A F(x) é o Tinder do Crédito, com base em algoritmos que fazem o matching entre o perfil de crédito de mais de 60 financiadores participantes e empresas que estão ativamente buscando um crédito mais estruturado e de longo prazo.

Nibo
O Nibo é software de gestão financeira para pequenas que não querem ter trabalho para gerenciar suas empresas mas que precisam de informação de qualidade para tomar decisão.

 

Confira essa e outras tendências para 2017 mapeadas pelo Conexão Fintech no relatório que preparamos clicando aqui.

Sentiu falta de alguma fintech com foco em PMEs? Comente abaixo!

Comentários